IV Corredor Cultural Benfica fecha o ano com rock, brega e várias atrações gratuitas

Já foram três finais de semana mensais de cultura, arte, lazer e uma inédita ocupação do espaço público. O Corredor Cultural do Benfica se despede de 2017, nos dias 16 e 17 de dezembro, com a certeza de ter modificado a relação do fortalezense com a cidade. Esta quarta edição reforça o propósito do evento de aproximar a população do bairro e de toda Fortaleza dos equipamentos culturais pertencentes à Universidade Federal do Ceará e às instituições parceiras do entorno. A expectativa é renovar o projeto para que volte a ser realizado em meados de 2018.

Abrindo a programação da manhã de sábado (16), estará o ônibus do projeto de extensão BrincarMóvel – Brinquedoteca Itinerante. Mais uma vez instalada nos jardins da Reitoria (Av. Da Universidade, 2853 – Benfica), a estrutura recebe a criançada com parque inflável, pula-pulas, sala de vídeo, espaço para jogos de tabuleiro, contação de histórias com a Associação Carne Seca de Arte e um variado arsenal de jogos e brinquedos para diversas faixas etárias. As atividades são supervisionadas por monitores do Curso de Educação Física da UFC.

No domingo (17), o BrincarMóvel segue aberto de 8h às 12h na Reitoria, mas conta com o reforço do projeto Lazer Acadêmico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), que promoverá a prática orientada de jogos populares e esportes na Rua Paulino Nogueira, perpendicular à Avenida da Universidade. As artes teatrais e circenses terão lugar das 9h30min às 12h, também nos jardins da Reitoria. É lá que os mímicos e palhaços do projeto Palco Aberto apresentam a adultos e crianças suas performances humorísticas, brincadeiras e acrobacias.

Das 8h às 12h do domingo, a Nave Planeta Futuro, da Enel, também estará estacionada e aberta à visitação na Av. da Universidade. Em um caminhão de 26 metros de comprimento, o público adulto e infantil poderá assistir a vídeos e palestras lúdicos sobre educação ambiental.

Noite de música

As atrações musicais estão presentes a partir da tarde de sábado (16), às 17h, tendo como palco a Concha Acústica da Reitoria (Av. da Universidade, 2853 – Benfica). Abre a programação o grupo Sinática, que resgata o legado de bandas de rock brasileiras dos anos 80 a 2000. Já se apresentou em espaços como Motorock Bar Rota 66, Festival de Música da Juventude de Fortaleza, Sesc Iracema, Rede Cuca, North Shopping Fortaleza e até no Estádio Presidente Vargas. Com influências que vão de Legião Urbana a Detonautas, passando por Jota Quest, LS Jack e Capital Inicial, a banda mescla canções autorais com clássicos que fazem o público cantar junto do começo ao fim.

Com repertório baseado no pop e formação que inclui guitarra, violão, teclado, bateria, contrabaixo saxofone e vocais, a banda Musif é a segunda atração da noite. Projeto de extensão do IFCE que reúne alunos e ex-alunos de cursos técnicos da Instituição, o grupo é coordenado pelo Prof. Elder Alves e já está há dois anos presente nos palcos de eventos e congressos. A Musif vem proporcionando uma experiência musical rica e plural aos estudantes, sejam dos cursos de música ou não.

A terceira atração, um dos projetos artístico-culturais mais antigos em atividade na Universidade, faz sua segunda apresentação no Corredor Cultural Benfica. Trata-se do Coral da UFC, que desde a década de 80 vem se dedicando à concepção de espetáculos cênico-musicais de grande sucesso, como “Gula”, “Menino” e “Borandá Brasil”. Já se apresentou em palcos brasileiros e de países da Europa e Oceania. Neste show do Corredor, conta com o acompanhamento da Orquestra Sinfônica da UFC.

Com a primeira noite de Corredor ainda longe de acabar, a Concha Acústica recebe o Projeto Rivera. Desde 2013, os quatro integrantes levam o nome do Ceará Brasil afora, fazendo um rock autoral criativo e de muita personalidade. Já passaram pelos palcos de eventos como Rock in Rio (RJ), MADA (RN), Buzina Festival (SP) e Maloca Dragão (CE). Ano passado, a banda foi contemplada no Laboratório de Música da Escola Porto Iracema das Artes, cujo fruto foi o álbum “Eu vejo você”, com previsão de lançamento para 2018. Neste show, antecipam alguns singles do novo trabalho e relembram as faixas do disco “Eu vim te trazer o sol” (2015), com uma música alternativa que explora histórias de viagens e andanças.

Em seguida, a atração é a tradicional banda cearense Dona Zefinha. No show “Tertúlia”, os músicos trazem um repertório autoral baseados em seus cinco álbuns lançados ao longo de 16 anos, com nova roupagem percussiva e multi-instrumental. O público poderá conferir uma miscelânea que representa a diversidade musical do nordeste brasileiro, com um tempero latino e performance cênica interativa e atemporal.

A noite se encerra com um salve à música brega e romântica, capitaneado pela banda Os Alfazemas, presença constante na noite de Fortaleza. Fundada em 2010, ela revisita, com uma pegada moderna, o cancioneiro popular cujas características principais são a famosa “dor de cotovelo” e as desventuras do amor. Após lançar o DVD “Cabaré da saudade” (2015) e emplacar o cover “Nunca mais”, de Odair José, na trilha sonora do Filme “O shaolin do sertão” (2016), ambos sob direção de Halder Gomes, os músicos trabalham em um novo álbum e DVD, com lançamento previsto para o ano que vem.

Domingo tem mais

A manhã de domingo (17) vai ficar pequena para a programação musical diurna. Às 8h30min, o Coral de Vozes do IFCE recebe os visitantes no palco da Av. da Universidade. Em 61 anos de história, passaram pelo grupo gerações de alunos da antiga Escola Técnica e atual IFCE – Campus Fortaleza. Sob a coordenação do Prof. Marcelo Leite e regência do Prof. Marcos Paulo Leão, o coral também já ganhou o mundo, tendo se apresentado no Festival Eurochestries, na França, em 2011. O repertório escolhido para o show é baseado no espetáculo “Alucinação”, que homenageia o saudoso cantor cearense Belchior (1946-2017).

As duas atrações seguintes são dedicadas ao prazer da dança. A primeira é uma demonstração do projeto de extensão Dançar é Lazer, do IFCE. Focada em ampliar o acesso à dança de salão, a iniciativa oferta aulas gratuitas no Instituto nas noites de sexta-feira. Em seguida, o palco será ocupado pelas alunas do projeto de extensão Dança Sênior, desdobramento do programa Mulheres Mil, também do IFCE. As dançarinas, com idades entre 43 e 68 anos, realizarão demonstrações artísticas e atividades interativas com o público.

Já que estamos no ciclo natalino, não poderia faltar aquele reisado. Programa de extensão da UFC, o grupo Brincantes Cordão do Caroá revive há 17 anos os festejos e ritmos tradicionais, utilizando uma linguagem artística que atravessa gerações. Presença garantida no Dia de Reis da UFC, comemorado em janeiro nos jardins da Reitoria, o projeto já se apresentou em palcos do nordeste e sudeste brasileiros, chegando até a Portugal. E segue contribuindo para manter vivas as raízes de uma de nossas mais genuínas expressões populares do Brasil.

A pesquisa e a prática musical da flauta são o objetivo do grupo Doces Flautas Doces, do IFCE, quinta atração da manhã de domingo. Projeto de extensão do Instituto, possui direção musical da Profª Cecília do Valle e trabalha um repertório calcado no cancioneiro nordestino, na música popular brasileira e na música erudita antiga (medieval, renascentista e barroca).

A atração que se segue é um projeto de extensão do Instituto de Educação Física e Esportes da UFC vinculado à Secretaria de Cultura Artística da Instituição (Secult-arte). A Companhia de Dança da UFC apresenta, no palco da Av. da Universidade, o espetáculo coreográfico de jazz intitulado “Ao encontro dos desencontros: Serenato”. Coordenada pelo Prof. Marcos Campos, a companhia reúne alunos de diferentes cursos da Universidade interessados em dança contemporânea.

Fechando a programação de nosso palco de rua, o Grupo de Teatro Científico da Seara da Ciência apresenta o espetáculo “Lampião e Maria Bonita em busca da química do amor”. Na peça, os personagens históricos são cobaias de um cientista retirante e refletem sobre os elementos químicos e sentimentos que os unem. A montagem é realizada pelo projeto de extensão e divulgação científica da UFC, que já foi laureado com o primeiro lugar do Festival Nacional de Teatro Científico Ciência em Cena.

Aulas abertas e oficinas

Na manhã de domingo (17), às 9h, haverá uma aula aberta de yoga, ministrada por professores da Rede Cuca. Serão disponibilizados pela produção tapetes para a prática. Além disso, três oficinas serão ofertadas na programação: “Artesanato em nó” (8h), “Como confeccionar um terrário de plantas vivas” (10h) e “Bordado” (9h). As duas primeiras serão realizadas nos jardins da Reitoria; e a última, no estacionamento da Rádio Universitária (Av. da Universidade, 2910 – Benfica). As inscrições poderão ser realizadas on-line, por meio de formulário eletrônico (http://corredorculturalbenfica.com/inscricoes) ou no horário e local das formações até o preenchimento das vagas disponíveis.

Feiras e exposições

Artesanato, livros, decoração, roupas, antiguidades… Vai faltar espaço no domingo para tanta feira. Na Av. da Universidade, os visitantes poderão visitar a o Mercado Criativo da Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor), feira que movimenta o cenário autoral na cidade. Outro espaço a ser conferido é a feira do projeto Giro Social, da Enel, que capacita mulheres artesãs de todo o Ceará e fomenta eventos onde elas podem comercializar seus produtos. Também na mesma via, os amantes dos livros encontrarão expositores de diversas livrarias e organizações (como Livraria Lamarca, FT Livros e Instituto Crítica Radical), que estarão com exemplares novos e usados à venda.

Quem gosta de plantas e flores pode ir direto para a Feira de Orquídeas, com comercialização de diferentes espécies pelo Orquidário da UFC e pela Associação Cearense de Orquidófilos. O espaço será montado nos jardins da Reitoria. Os corredores do prédio, por sua vez, serão ocupados pela Feira de Artefatos, com itens como rádios, discos, antiguidades e objetos colecionáveis em geral.

Visita guiada e museu

No domingo, também ocorrerão duas sessões de uma visita orientada à Reitoria, que prevê a observação de ambientes externos e internos com suporte de historiadores do Memorial da UFC. A concentração será às 9h30min e às 10h30min no espaço de convivência, próximo à portaria do prédio.

Já o Museu de Arte da UFC – Mauc (Av. da Universidade, 2854 – Benfica) estará aberto ao público durante toda a manhã. A instituição possui vasto acervo de arte popular nordestina, além de salas permanentes de pintores cearenses e arte estrangeira. O acesso é gratuito.

O projeto Corredor Cultural Benfica tem patrocínio da Enel; é uma realização do Centro de Treinamento e Desenvolvimento (Cetrede) e da Universidade Federal do Ceará; possui apoio institucional da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult-CE) e da Prefeitura Municipal de Fortaleza (por meio das secretarias de Cultura e de Conservação e Serviços Públicos, além da Coordenadoria de Juventude); é parceiro da Secretaria de Cultura Artística da UFC (Secult-Arte), do Instituto de Cultura e Arte da UFC (ICA), da Casa de José de Alencar, da Casa Amarela Eusélio Oliveira, da Rádio Universitária FM, do projeto Brincar Móvel – Brinquedoteca Itinerante, do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Ceará (Adufc-Sindicato); do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), do projeto Palco Aberto, da Fundação Carne Seca de Arte e da Rede Cuca; e é organizado pela Maestria Comunicação e Eventos.

Serviço:

Corredor Cultural do Benfica – 4ª Edição

16 e 17 de dezembro de 2017

Horários: 8h30min às 22h (sábado) e 8h às 13h (domingo)

Informações: http://corredorculturalbenfica.com

Bloco de carnaval, rock autoral e lazer para as famílias animam 3º Corredor Cultural Benfica

Após o sucesso dos dois primeiros finais de semana, o Corredor Cultural Benfica promove sua terceira edição, dando espaço para novas atrações e parceiros. A programação, prevista para o final de semana dos dias 11 e 12 de novembro, segue marcada pela pluralidade de linguagens, pelo acesso gratuito e pelo objetivo de incentivar o fortalezense a ocupar o bairro universitário para vivenciar a cultura.

O evento abre as portas na manhã de sábado (11), a partir das 8h30min, com o projeto Brincarmóvel – Brinquedoteca Itinerante. O ônibus, projeto de extensão do Instituto de Educação Física e Esportes da UFC, dispõe de um verdadeiro “arsenal” de brinquedos e jogos para diversas faixas etárias e salinha de cinema, onde os pequenos poderão assistir a desenhos infantis e sessões de contação de história com a Associação Carne Seca de Arte. Na área externa, as crianças encontrarão parquinho inflável, pula-pulas, jogos de tabuleiro e o apoio dos monitores do Curso de Educação Física da UFC. Instalado nos jardins da Reitoria (Av. da Universidade, 2853 – Benfica), o equipamento funcionará no sábado, das 8h30min às 11h30min, e no domingo, das 8h às 13h.

Shows

O fim tarde de sábado dá início à programação musical do Corredor Cultural Benfica com apresentação do grupo Miraira, às 17h, na Concha Acústica da Reitoria. Laboratório cênico-musical de ensino, pesquisa e extensão em folclore e cultura popular, é formado por estudantes e professores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), além de membros da comunidade. Ao longo de 35 anos de história, seu trabalho transdisciplinar de resgate e difusão de elementos da cultura tradicional brasileira já ganhou os palcos em nove estados.

Às 17h30min, a atração será a banda Pulso de Marte, vencedora do II Festival de Música da Juventude de Fortaleza, cuja final ocorreu dia 21 de outubro, na última edição do Corredor Cultural Benfica. Com vocais femininos fortes e um mix de indie rock, MPB, pop rock, hard core e rock alternativo, o grupo já tocou em espaços como Órbita Bar e Berlinda Club, assim como em eventos como o Festival BNB Rock Cordel. Apresenta na Concha Acústica as músicas do seu primeiro CD, A Busca, dentre elas o single Gritando Paz. Em seguida, às 18h, será anunciado o resultado da premiação dos melhores trabalhos dos Encontros Universitários da UFC, realizados de 8 a 10 de novembro no Campus do Pici Prof. Prisco Bezerra.

A atração seguinte será o Grupo de Música Percussiva Acadêmicos da Casa Caiada, projeto vinculado ao Curso de Música da UFC (Fortaleza). Coordenado pela Profª Catherine Furtado, o grupo proporciona aos seus mais de 20 integrantes uma formação musical colaborativa no campo da percussão. O grupo costuma representar a UFC no desfile oficial do Carnaval de Fortaleza e promete colocar o público para dançar com seus carimbos, baiões, maracatus e sambas-enredo.

Comemorando seu décimo ano, o bloco carnavalesco Luxo da Aldeia é o quarto show da noite. O grupo homenageia, em ritmo de marchinhas, frevos, sambas e maracatus, a identidade cearense com um repertório de talentos locais de todas as épocas, como Lauro Maia, Evaldo Gouveia, Petrúcio Maia, Ednardo, Fausto Nilo e Fagner. Ao longo de sua trajetória, o bloco já dividiu o palco com artistas como Fausto Nilo, Moraes Moreira, Chico César, Isaac Cândido, Marcus Dias e Messias Holanda, dentre outros. Atualmente, finaliza em estúdio o primeiro álbum da banda.

Presença confirmada no festival Lollapalooza Brasil 2018, a banda cearense Selvagens à Procura de Lei fecha a programação noturna do dia 11 com uma união perfeita entre rock e pop. Os músicos apresentam o show do álbum Praieiro (2016), que já percorreu 19 estados, na maioria deles com ingressos esgotados. Residentes em São Paulo desde o ano passado, prometem sacudir a Concha Acústica com a força do disco, que traz faixas como “Tarde Livre” (eleita a melhor música nacional de 2016 pela escolha do leitor da revista Rolling Stone Brasil) e a homônima Praieiro. O disco atual foi produzido por David “Marroquino” Corcos, que já trabalhou com Planet Hemp, Marcelo D2, Capital Inicial, Seu Jorge, Karol Conká e Franz Ferdinand. Com público fiel, a banda possui uma história de proximidade com a UFC, tendo feito parte da seletiva universitária do Festival UFC de Cultura em 2011.

Música pela manhã

Na manhã de domingo (12), a música continua com a Camerata de Violões do IFCE, que se apresenta às 9h30min no palco montado na Av. da Universidade. O grupo nasceu em 2009, com o objetivo de proporcionar uma prática musical coletiva por meio do instrumento violão. Possui repertório de concerto diversificado e é formado, majoritariamente, por alunos e ex-alunos do curso técnico em Instrumento Musical do campus do IFCE em Fortaleza. Às 10h30min, o mesmo palco recebe uma compilação de trabalhos artísticos apresentados na IV Mostra ICA, organizada pelo Instituto de Cultura e Arte da UFC e integrante dos Encontros Universitários da Instituição.

Às 11h, a atração é o grupo Palmerê, iniciativa da Cia. Bate Palmas, que trabalha com crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e residentes no bairro Conjunto Palmeiras. Há quase uma década, o projeto vem formando crianças na área de percussão alternativa e convencional, tendo dois grupos de batuque infantil e uma banda musical de alunos veteranos. Além de composições da Cia. Bate Palmas e de grupos parceiros, entram no repertório canções conhecidas do grande público.

Dança de salão e ballet

Os amantes da dança terão que acordar cedo no domingo (12) para marcar presença em um aulão de dança de salão. A formação será ministrada às 8h, no palco principal montado na Av. da Universidade, pela Entre Abraços Escola de Dança.

Às 10h, o mesmo palco recebe a Escola de Ballet da UFC cpm apresentação de coreografias clássicas. Ligado ao Instituto de Educação Física e Esportes da UFC (Iefes), o grupo atende à demanda pela formação em balé para adultos, ofertando desde 2013 aulas gratuitas no Campus do Pici. A escola apresenta o espetáculo “Novelos”, cujo apanhado de coreografias clássicas aborda, com delicadeza e força, a luta pelos direitos das mulheres. As peças são trechos oriundos de obras como Dom Quixote, A Bela Adormecida e O Lago dos Cisnes.

 Esportes e artes marciais

Como nas duas edições anteriores, a Rua Paulino Nogueira será interditada para receber o espaço destinado à prática de jogos tradicionais e esportes de rua, como futebol e basquete. As atividades são abertas a todas as faixas etárias e contam com o suporte do Departamento de Educação Física do IFCE.

O IFCE marca presença ainda por meio de duas aulas abertas das modalidades de capoeira (9h) e muay thai (10h) nos jardins da Reitoria. A primeira prevê apresentação dos instrumentos utilizados na roda de capoeira e em um aulão com aquecimento, demonstração técnica e roda de capoeira. Não há restrição de idade. Já na de muay thai, está prevista uma apresentação da filosofia dessa arte marcial, além de demonstração técnica e noções básicas da luta. Ambas serão ministradas por equipes do IFCE.

Cinema em debate

Como nas duas edições anteriores, o Auditório da Reitoria segue como reduto audiovisual do evento. Na manhã de domingo (12), a partir das 9h30min, o espaço sediará o Cine Debate do Observatório de Políticas Públicas da UFC. Na ocasião, será exibido o documentário Defensorxs (2015, 86’) e haverá bate-papo com os realizadores da Nigéria Filmes.

Circo e sarau

As risadas estarão garantidas, a partir das 9h do domingo (12), com a trupe do projeto Palco Aberto, que terá como picadeiro os jardins da Reitoria. Até as 12h, mímicos e palhaços reunirão adultos e crianças para entretê-los com muito humor e artes circenses, como malabares, trapézio de chão e acrobacias. Também às 9h, em outra área dos jardins, a Associação Carne Seca de Arte promoverá um pocket show instrumental e o sarau lítero-musical Viva Palavra.

Espaço de formação

Quatro oficinas serão ofertadas na manhã de domingo (12): “Artesanato em Nó” (8h), “Bonecas de Pano” (9h30min), “Grafite” (9h30min) e “Quadrinhos” (8h30min). As três primeiras serão realizadas nos jardins da Reitoria, e a última, no Departamento de Arquitetura da UFC (Av. da Universidade, 2890 – Benfica). As inscrições poderão ser realizadas on-line, por meio de formulário eletrônico (http://corredorculturalbenfica.com/inscricoes) ou no horário e local das formações até o preenchimento das vagas disponíveis.

Feiras e exposições

Domingo é dia de feira! Durante a manhã do dia 12 de novembro, o Corredor Cultural Benfica promoverá quatro delas, com produtos para variados públicos. Na Av. da Universidade, enquanto os amantes dos livros poderão conferir expositores de diversas livrarias com exemplares novos e usados à venda, os designers, artistas plásticos e artesãos participarão do Mercado de Economia Criativa, com produtos autorais nas áreas de arte, moda e decoração. Completa o leque de atrações na via uma exposição de bicicletas personalizadas.

A Feira de Orquídeas, com comercialização de diferentes espécies dessa família de flores, perfumará novamente os jardins da Reitoria. Os corredores do prédio, por sua vez, serão ocupados pela Feira de Artefatos, com itens como rádios, discos, antiguidades e objetos colecionáveis em geral.

Ainda nos jardins, estará montada a exposição “UFC 60 Anos”, coleção de registros documentais e fotográficos da Universidade, organizados sob a curadoria do Memorial da UFC. O setor realizará, paralelamente, uma visita orientada à Reitoria, que prevê a observação de ambientes externos e internos com suporte de historiadores.

O projeto Corredor Cultural Benfica tem patrocínio da Enel; é uma realização do Centro de Treinamento e Desenvolvimento (Cetrede) e da Universidade Federal do Ceará; possui apoio institucional da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult-CE) e da Prefeitura Municipal de Fortaleza (por meio das secretarias de Cultura e de Conservação e Serviços Públicos, além da Coordenadoria de Juventude); é parceiro da Secretaria de Cultura Artística da UFC (Secult-Arte), do Instituto de Cultura e Arte da UFC (ICA), da Casa de José de Alencar, da Casa Amarela Eusélio Oliveira, da Rádio Universitária FM, do projeto Brincar Móvel – Brinquedoteca Itinerante, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), do projeto Palco Aberto, da Fundação Carne Seca de Arte, da Rede Cuca e do Shopping Benfica; e é organizado pela Maestria Comunicação e Eventos.

Fonte: Comissão Organizadora do Corredor Cultural do Benfica – fones: 85 3276 2525 e 99698 6665 / e-mail: corredorbenfica@gmail.com

Festival de música, feiras, oficinas e serviços integram 2ª edição do Corredor Cultural Benfica

Após proporcionar, no mês passado, um final de semana de arte, cultura e lazer gratuitos na Avenida da Universidade para a população fortalezense, o Corredor Cultural Benfica realiza sua segunda edição nos dias 21 e 22 de outubro. Idealizado para integrar a população desse e de outros bairros da Capital em uma iniciativa de ocupação dos equipamentos da Universidade Federal do Ceará (UFC) e de seu entorno, o projeto inicia as atividades na manhã de sábado (21), seguindo até o início da tarde de domingo (22). Outras duas edições estão previstas até o final deste ano, e a expectativa é consolidar o evento para que ocorra mensalmente em 2018.

A programação será aberta às 8h30min do sábado (21), quando estarão à disposição das famílias e das crianças dois equipamentos lúdicos: o ônibus do BrincarMóvel – Brinquedoteca Itinerante, estacionado nos jardins da Reitoria (Av. Da Universidade, 2853 – Benfica), e a Brinquedoteca da Faculdade de Educação da UFC (Rua Waldery Uchôa, 01 – Benfica), que promove na ocasião a terceira edição do evento “Brincar para Crescer”.

Na estrutura de ambos, os participantes terão acesso a jogos e brinquedos de diferentes propostas e origens, além de atividades como pintura facial, teatrinho, oficina de origami, parque sonoro, contação de histórias e apresentações musicais. Tudo sob a supervisão de monitores dos cursos de Educação Física e Pedagogia, preparados para dar toda o suporte aos pequenos. No domingo (22), o espaço infantil segue aberto, porém contando apenas com o BrincarMóvel, na Reitoria, e com a área destinada a jogos populares e prática de esportes, na Rua Paulino Nogueira.

Música

No fim da tarde de sábado, a programação musical será iniciada às 17h, na Concha Acústica da Reitoria (Av. da Universidade, 2853 – Benfica), com concerto da Banda Sinfônica da UFC. Projeto vinculado ao Curso de Música do Campus de Fortaleza que conta com estudantes deste curso e de outros projetos da Secretaria de Cultura Artística da Universidade, o grupo tem repertório eclético e apresenta peças de estilo variado, do erudito ao popular, que contemplam uma formação artística bastante plural.

Em seguida, a Concha Acústica recebe a final do Festival de Música da Juventude de Fortaleza, promovido pela Coordenadoria de Juventude do Município em parceria com a Rede Cuca. Seis artistas e bandas autorais disputam o título: Camila Marieta, cantora que promete um show envolvente e com muita personalidade, com referências de neo soul, reggae, surf music e hip hop; Daniel Rodrigues, com uma proposta voz e violão original e intimista, cujas influências vão de Los Hermanos a Novos Baianos; Pulso de Marte, com seu mix de indie rock, MPB, pop rock, hard core e rock alternativo; Theoria Dinâmica, banda que vem representando a cena do metal alternativo e do new metal em Fortaleza; Bocada Lírica, grupo que se propõe a trazer em suas rimas a voz e a poesia da juventude que vive à margem na periferia de Fortaleza; e Caixeiros Viajantes, com sua sonoridade peculiar e ritmo que transita entre as raízes nordestinas e a autenticidade do rock.

Fecha a noite a jovem voz do samba cearense Marcos Lessa. Descoberto pela mostra de bandas universitárias do Festival UFC de Cultura e revelado para o grande público pela edição 2013 do programa The Voice Brasil, o cantor lançou em março deste ano seu primeiro disco autoral (“Sal”, que também virou DVD). No Corredor Cultural Benfica, promete tanto apresentar ao público os singles do novo disco –  como a tocante “Moa”, que integra a trilha sonora da novela da Rede Globo “Força do Querer”– quanto revisitar os álbuns anteriores, como “Entre o Mar e o Sertão”. Isso, é claro, sem abandonar as bem executadas homenagens a Emílio Santiago, Gonzaguinha, Wilson Simonal e ao conterrâneo Belchior.

No domingo (22), às 9h, o palco montado na Av. da Universidade recebe o Coral do Instituto de Cultura e Arte da UFC (ICA). O coro cênico apresenta no Corredor Cultural o espetáculo “Fé”, com repertório dedicado a canções sobre a diversidade religiosa do Brasil.

Dança e yoga

No domingo, o público será convidado a colocar o corpo em movimento logo cedo, às 8h, com o aulão de zumba e ritmos ofertado pela equipe da Rede Cuca. Às 8h45min, sobe ao palco o Newfunk, grupo de dança formado por amigos do bairro Demócrito Rocha, dentre eles um segurança da UFC, e dedicado às coreografias de funk melódico dos anos 80 e 90.

Às 9h30min, as atrações são dois projetos de dança do Instituto de Educação Física e Esportes (Iefes), o Educadance e o Coletivo de Danças Urbanas (CDU), ambos focados na dança de rua e na expressão de mensagens através do corpo. Todos apresentam-se no palco montado na Av. da Universidade. Às 9h, nos jardins da Reitoria, o equilíbrio corpo-mente será trabalhado em mais um aulão de yoga com instrutores da Rede Cuca. Tapetes serão disponibilizados pela produção para os participantes.

Circo, teatro e poesia

Tem espetáculo, sim senhor, a partir das 8h30min do domingo (22). E o picadeiro será o jardim da Reitoria. Até as 12h, mímicos e palhaços do projeto Palco Aberto entretém adultos e crianças com as artes teatrais e saberes circenses, como malabares e acrobacias.

Às 10h, a Av. da Universidade Será ocupada pela mistura entre teatro e poesia do grupo Verso de Boca, projeto do Departamento de Literatura que encantará o público com performances poéticas baseadas em obras clássicas e contemporâneas. Em seguida, o grupo Brincantes Cordão do Caroá, resiado já tradicional no Ciclo Natalino da UFC, fecha a programação do palco principal.

De 8h30min às 11h30min, o anfiteatro do Departamento de Arquitetura (Av. da Universidade, 2890 – Benfica) recebe as intervenções teatrais da Associação Carne Seca de Arte, tais como cortejo do grupo Brinquedo de Rua, contação de histórias e apresentações de forró com rabecas.

Oficinas

Cinco oficinas serão ofertadas na manhã de domingo (24): “Brincando de Fazer Notícia – Jornalismo e Cidadania (8h30min)”, “Quadrinhos” (9h30min), “Artesanato em Nó” (9h), “Grafitti” (10h) e Pífano (9h). As duas primeiras serão realizadas no Departamento de Arquitetura; a terceira e a quarta, nos jardins da Reitoria; e a última, no estacionamento do Museu de Arte da UFC (Av. da Universidade, 2854 – Benfica). As inscrições poderão ser realizadas on-line, por meio de formulário eletrônico ou no horário e local das formações até o preenchimento das vagas disponíveis.

Audiovisual

Na noite de sábado, às 18h30min, o grupo #ir!@Projt’ares Audiovisuais realiza intervenção nas torres do prédio da Reitoria. Já no domingo, de 10h às 12h, o Auditório do prédio histórico sediará novamente o espaço dedicado à sétima arte na programação do Corredor Cultural, exibindo uma mostra de cinema de animação com classificação indicativa livre. Nos jardins da Reitoria, os visitantes poderão assistir e interagir com a instalação audiovisual “Carta a Agnès”, de autoria da Profª Daniela Dumaresq (Curso de Cinema e Audiovisual da UFC), que problematiza o cotidiano de catadores de material reciclável. A obra é inspirada no documentário “Os Catadores e Eu”, da cineasta belga Agnès Varda.

Feiras e exposições

A Av. da Universidade vai ficar pequena para a quantidade de feirinhas no dia 22. Já tradicional nos sábados do bairro, a Feira Agroecológica do Benfica realizará uma edição especial no domingo, com variedade de frutas, legumes, hortaliças e derivados orgânicos. Os amantes dos livros encontrarão expositores de diversas livrarias com exemplares novos e usados à venda, enquanto designers, artistas plásticos e artesãos participarão do Mercado de Economia Criativa, com produtos autorais nas áreas de moda e decoração.

Completam o leque de atrações na via uma exposição de bicicletas personalizadas e a exposição “UFC 60 Anos”, coleção de registros documentais e fotográficos da Universidade, organizados sob a curadoria do Memorial da UFC. O setor promoverá ainda uma visita orientada à Reitoria, que prevê a observação de ambientes externos e internos com suporte de historiadores.

Os jardins da Reitoria ficarão ainda mais verdes com a Feira de Orquídeas, com comercialização de diferentes espécies dessa família de flores. Os corredores do prédio, por sua vez, serão ocupados pela Feira de Antiguidades do Corredor Cultural Benfica, com itens como rádios, discos e objetos de decoração.

Serviços para o cidadão

O público presente ao evento terá acesso novamente a diversos serviços prestados pela Prefeitura Municipal de Fortaleza. Na manhã de domingo (24), será montado posto de atendimento da Ciclofaixa de Lazer, com aferição de glicemia e pressão arterial, além da distribuição de mudas. Também será possível cadastrar-se no local para emissão de Bilhete Único, uso de sistemas de transporte compartilhado e solicitação de vagas especiais de estacionamento (idosos e deficientes).

O projeto Corredor Cultural Benfica tem patrocínio da Enel; é uma realização do Centro de Treinamento e Desenvolvimento (Cetrede) e da Universidade Federal do Ceará; possui apoio institucional da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult-CE) e da Prefeitura Municipal de Fortaleza (por meio das secretarias de Cultura e de Conservação e Serviços Públicos, além da Coordenadoria de Juventude); é parceiro da Secretaria de Cultura Artística da UFC (Secult-Arte), do Instituto de Cultura e Arte da UFC (ICA), da Casa José de Alencar, da Casa Amarela Eusélio Oliveira, da Rádio Universitária FM, do projeto Brincar Móvel – Brinquedoteca Itinerante, do projeto Palco Aberto, da Fundação Carne Seca de Arte, da Rede Cuca e do Shopping Benfica; e é organizado pela Maestria Comunicação e Eventos.