IV Corredor Cultural Benfica fecha o ano com rock, brega e várias atrações gratuitas

Já foram três finais de semana mensais de cultura, arte, lazer e uma inédita ocupação do espaço público. O Corredor Cultural do Benfica se despede de 2017, nos dias 16 e 17 de dezembro, com a certeza de ter modificado a relação do fortalezense com a cidade. Esta quarta edição reforça o propósito do evento de aproximar a população do bairro e de toda Fortaleza dos equipamentos culturais pertencentes à Universidade Federal do Ceará e às instituições parceiras do entorno. A expectativa é renovar o projeto para que volte a ser realizado em meados de 2018.

Abrindo a programação da manhã de sábado (16), estará o ônibus do projeto de extensão BrincarMóvel – Brinquedoteca Itinerante. Mais uma vez instalada nos jardins da Reitoria (Av. Da Universidade, 2853 – Benfica), a estrutura recebe a criançada com parque inflável, pula-pulas, sala de vídeo, espaço para jogos de tabuleiro, contação de histórias com a Associação Carne Seca de Arte e um variado arsenal de jogos e brinquedos para diversas faixas etárias. As atividades são supervisionadas por monitores do Curso de Educação Física da UFC.

No domingo (17), o BrincarMóvel segue aberto de 8h às 12h na Reitoria, mas conta com o reforço do projeto Lazer Acadêmico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), que promoverá a prática orientada de jogos populares e esportes na Rua Paulino Nogueira, perpendicular à Avenida da Universidade. As artes teatrais e circenses terão lugar das 9h30min às 12h, também nos jardins da Reitoria. É lá que os mímicos e palhaços do projeto Palco Aberto apresentam a adultos e crianças suas performances humorísticas, brincadeiras e acrobacias.

Das 8h às 12h do domingo, a Nave Planeta Futuro, da Enel, também estará estacionada e aberta à visitação na Av. da Universidade. Em um caminhão de 26 metros de comprimento, o público adulto e infantil poderá assistir a vídeos e palestras lúdicos sobre educação ambiental.

Noite de música

As atrações musicais estão presentes a partir da tarde de sábado (16), às 17h, tendo como palco a Concha Acústica da Reitoria (Av. da Universidade, 2853 – Benfica). Abre a programação o grupo Sinática, que resgata o legado de bandas de rock brasileiras dos anos 80 a 2000. Já se apresentou em espaços como Motorock Bar Rota 66, Festival de Música da Juventude de Fortaleza, Sesc Iracema, Rede Cuca, North Shopping Fortaleza e até no Estádio Presidente Vargas. Com influências que vão de Legião Urbana a Detonautas, passando por Jota Quest, LS Jack e Capital Inicial, a banda mescla canções autorais com clássicos que fazem o público cantar junto do começo ao fim.

Com repertório baseado no pop e formação que inclui guitarra, violão, teclado, bateria, contrabaixo saxofone e vocais, a banda Musif é a segunda atração da noite. Projeto de extensão do IFCE que reúne alunos e ex-alunos de cursos técnicos da Instituição, o grupo é coordenado pelo Prof. Elder Alves e já está há dois anos presente nos palcos de eventos e congressos. A Musif vem proporcionando uma experiência musical rica e plural aos estudantes, sejam dos cursos de música ou não.

A terceira atração, um dos projetos artístico-culturais mais antigos em atividade na Universidade, faz sua segunda apresentação no Corredor Cultural Benfica. Trata-se do Coral da UFC, que desde a década de 80 vem se dedicando à concepção de espetáculos cênico-musicais de grande sucesso, como “Gula”, “Menino” e “Borandá Brasil”. Já se apresentou em palcos brasileiros e de países da Europa e Oceania. Neste show do Corredor, conta com o acompanhamento da Orquestra Sinfônica da UFC.

Com a primeira noite de Corredor ainda longe de acabar, a Concha Acústica recebe o Projeto Rivera. Desde 2013, os quatro integrantes levam o nome do Ceará Brasil afora, fazendo um rock autoral criativo e de muita personalidade. Já passaram pelos palcos de eventos como Rock in Rio (RJ), MADA (RN), Buzina Festival (SP) e Maloca Dragão (CE). Ano passado, a banda foi contemplada no Laboratório de Música da Escola Porto Iracema das Artes, cujo fruto foi o álbum “Eu vejo você”, com previsão de lançamento para 2018. Neste show, antecipam alguns singles do novo trabalho e relembram as faixas do disco “Eu vim te trazer o sol” (2015), com uma música alternativa que explora histórias de viagens e andanças.

Em seguida, a atração é a tradicional banda cearense Dona Zefinha. No show “Tertúlia”, os músicos trazem um repertório autoral baseados em seus cinco álbuns lançados ao longo de 16 anos, com nova roupagem percussiva e multi-instrumental. O público poderá conferir uma miscelânea que representa a diversidade musical do nordeste brasileiro, com um tempero latino e performance cênica interativa e atemporal.

A noite se encerra com um salve à música brega e romântica, capitaneado pela banda Os Alfazemas, presença constante na noite de Fortaleza. Fundada em 2010, ela revisita, com uma pegada moderna, o cancioneiro popular cujas características principais são a famosa “dor de cotovelo” e as desventuras do amor. Após lançar o DVD “Cabaré da saudade” (2015) e emplacar o cover “Nunca mais”, de Odair José, na trilha sonora do Filme “O shaolin do sertão” (2016), ambos sob direção de Halder Gomes, os músicos trabalham em um novo álbum e DVD, com lançamento previsto para o ano que vem.

Domingo tem mais

A manhã de domingo (17) vai ficar pequena para a programação musical diurna. Às 8h30min, o Coral de Vozes do IFCE recebe os visitantes no palco da Av. da Universidade. Em 61 anos de história, passaram pelo grupo gerações de alunos da antiga Escola Técnica e atual IFCE – Campus Fortaleza. Sob a coordenação do Prof. Marcelo Leite e regência do Prof. Marcos Paulo Leão, o coral também já ganhou o mundo, tendo se apresentado no Festival Eurochestries, na França, em 2011. O repertório escolhido para o show é baseado no espetáculo “Alucinação”, que homenageia o saudoso cantor cearense Belchior (1946-2017).

As duas atrações seguintes são dedicadas ao prazer da dança. A primeira é uma demonstração do projeto de extensão Dançar é Lazer, do IFCE. Focada em ampliar o acesso à dança de salão, a iniciativa oferta aulas gratuitas no Instituto nas noites de sexta-feira. Em seguida, o palco será ocupado pelas alunas do projeto de extensão Dança Sênior, desdobramento do programa Mulheres Mil, também do IFCE. As dançarinas, com idades entre 43 e 68 anos, realizarão demonstrações artísticas e atividades interativas com o público.

Já que estamos no ciclo natalino, não poderia faltar aquele reisado. Programa de extensão da UFC, o grupo Brincantes Cordão do Caroá revive há 17 anos os festejos e ritmos tradicionais, utilizando uma linguagem artística que atravessa gerações. Presença garantida no Dia de Reis da UFC, comemorado em janeiro nos jardins da Reitoria, o projeto já se apresentou em palcos do nordeste e sudeste brasileiros, chegando até a Portugal. E segue contribuindo para manter vivas as raízes de uma de nossas mais genuínas expressões populares do Brasil.

A pesquisa e a prática musical da flauta são o objetivo do grupo Doces Flautas Doces, do IFCE, quinta atração da manhã de domingo. Projeto de extensão do Instituto, possui direção musical da Profª Cecília do Valle e trabalha um repertório calcado no cancioneiro nordestino, na música popular brasileira e na música erudita antiga (medieval, renascentista e barroca).

A atração que se segue é um projeto de extensão do Instituto de Educação Física e Esportes da UFC vinculado à Secretaria de Cultura Artística da Instituição (Secult-arte). A Companhia de Dança da UFC apresenta, no palco da Av. da Universidade, o espetáculo coreográfico de jazz intitulado “Ao encontro dos desencontros: Serenato”. Coordenada pelo Prof. Marcos Campos, a companhia reúne alunos de diferentes cursos da Universidade interessados em dança contemporânea.

Fechando a programação de nosso palco de rua, o Grupo de Teatro Científico da Seara da Ciência apresenta o espetáculo “Lampião e Maria Bonita em busca da química do amor”. Na peça, os personagens históricos são cobaias de um cientista retirante e refletem sobre os elementos químicos e sentimentos que os unem. A montagem é realizada pelo projeto de extensão e divulgação científica da UFC, que já foi laureado com o primeiro lugar do Festival Nacional de Teatro Científico Ciência em Cena.

Aulas abertas e oficinas

Na manhã de domingo (17), às 9h, haverá uma aula aberta de yoga, ministrada por professores da Rede Cuca. Serão disponibilizados pela produção tapetes para a prática. Além disso, três oficinas serão ofertadas na programação: “Artesanato em nó” (8h), “Como confeccionar um terrário de plantas vivas” (10h) e “Bordado” (9h). As duas primeiras serão realizadas nos jardins da Reitoria; e a última, no estacionamento da Rádio Universitária (Av. da Universidade, 2910 – Benfica). As inscrições poderão ser realizadas on-line, por meio de formulário eletrônico (http://corredorculturalbenfica.com/inscricoes) ou no horário e local das formações até o preenchimento das vagas disponíveis.

Feiras e exposições

Artesanato, livros, decoração, roupas, antiguidades… Vai faltar espaço no domingo para tanta feira. Na Av. da Universidade, os visitantes poderão visitar a o Mercado Criativo da Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor), feira que movimenta o cenário autoral na cidade. Outro espaço a ser conferido é a feira do projeto Giro Social, da Enel, que capacita mulheres artesãs de todo o Ceará e fomenta eventos onde elas podem comercializar seus produtos. Também na mesma via, os amantes dos livros encontrarão expositores de diversas livrarias e organizações (como Livraria Lamarca, FT Livros e Instituto Crítica Radical), que estarão com exemplares novos e usados à venda.

Quem gosta de plantas e flores pode ir direto para a Feira de Orquídeas, com comercialização de diferentes espécies pelo Orquidário da UFC e pela Associação Cearense de Orquidófilos. O espaço será montado nos jardins da Reitoria. Os corredores do prédio, por sua vez, serão ocupados pela Feira de Artefatos, com itens como rádios, discos, antiguidades e objetos colecionáveis em geral.

Visita guiada e museu

No domingo, também ocorrerão duas sessões de uma visita orientada à Reitoria, que prevê a observação de ambientes externos e internos com suporte de historiadores do Memorial da UFC. A concentração será às 9h30min e às 10h30min no espaço de convivência, próximo à portaria do prédio.

Já o Museu de Arte da UFC – Mauc (Av. da Universidade, 2854 – Benfica) estará aberto ao público durante toda a manhã. A instituição possui vasto acervo de arte popular nordestina, além de salas permanentes de pintores cearenses e arte estrangeira. O acesso é gratuito.

O projeto Corredor Cultural Benfica tem patrocínio da Enel; é uma realização do Centro de Treinamento e Desenvolvimento (Cetrede) e da Universidade Federal do Ceará; possui apoio institucional da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult-CE) e da Prefeitura Municipal de Fortaleza (por meio das secretarias de Cultura e de Conservação e Serviços Públicos, além da Coordenadoria de Juventude); é parceiro da Secretaria de Cultura Artística da UFC (Secult-Arte), do Instituto de Cultura e Arte da UFC (ICA), da Casa de José de Alencar, da Casa Amarela Eusélio Oliveira, da Rádio Universitária FM, do projeto Brincar Móvel – Brinquedoteca Itinerante, do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Ceará (Adufc-Sindicato); do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), do projeto Palco Aberto, da Fundação Carne Seca de Arte e da Rede Cuca; e é organizado pela Maestria Comunicação e Eventos.

Serviço:

Corredor Cultural do Benfica – 4ª Edição

16 e 17 de dezembro de 2017

Horários: 8h30min às 22h (sábado) e 8h às 13h (domingo)

Informações: http://corredorculturalbenfica.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *